Warning: preg_match() [function.preg-match]: Unknown modifier '2' in /home/sindmarcrs/www/modules/mod_swmenufree/functions.php on line 1071

Warning: preg_match() [function.preg-match]: No ending delimiter '/' found in /home/sindmarcrs/www/modules/mod_swmenufree/functions.php on line 1216

Notícias

REPRESENTAÇÃO DO SINDICATO NA FIERGS.

Presidente do SIM ( Sr. Joni Alberto Matte ) , segue na nova diretoria da FIERGS

Clique para ver pdf

Participação do Presidente nos conselhos temáticos da FIERGS, na gestão que finda

Clique para ver pdf

 
Sindrome de Reajuste

Clique aqui para ver o PDF.

 
ATA DE FECHAMENTO DE DISSÍDIOS

CCT NO PERIODO DE 01 de maio de 2015 até 30 de abril de 2016, CONFOME INDICES ABAIXO

Clique para ver pdf

Informativos

O marceneiro e as ferramentas

 

Contam que em uma marcenaria houve uma estranha assembléia.
Foi uma reunião, onde as ferramentas juntaram-se para acertar suas
diferenças.

Leia mais...
 
Ultimas notícias

Correspondencia para fiergs
Parcelamento dívida ICMS junto ao governo

clique aqui para ver pdf

 

 
A ditadura das minorias

Jornal do Comercio - Porto Alegre

18/04/2012

A DITADURA DAS MINORIAS

Joni Alberto Matte


Após o ciclo decorrente do m.ovimellto de 1964, vivenciou o País, com a Constituinte' de 1988, uma celebrização das liberdades recém-conquistadas, em muitos casos, a duras penas através da mobilização popular. Lamente-se que alguns freios oportunamente colocados à época para conter abusos já  vivenciados em outras situações no exterior não tenham sido devidamente legitimados pelos legisladores. Um dos mais iimportantes é o que prevê a  greve no serviço público, cuja regulamentação deveria ter sido procedida pelos nossos valorosos congressistas. Só que, até hoje, passado quase um  quarto de século, esta matéria continua aguardando um posicionamento efetivo, sem perspectiva de equacionamento próximo. Mas não se imagine que   prejuízo para o cidadão decorra apenas da paralisação dos servidores do Estado.   A população, cada vez mais, sofre'com a interrupção de uma série de outros serviços essenciais, incluindo os bancários, os seguranças das instituições  de crédito, os motoristas de ônibus e taxistas e assim por diante. Se todos esses profissionais têm direitos assegurados, imaginamos que igualmente  devem tê-los os que, sem outra alternativa, dependem dos seus serviços. Aí se incluem, entre outros sofredores, aqueles que, aposentados,  por exemplo, tentam receber a cada mês os seus proventos, pagar contas de água e luz e não fazê-lo porque profissionais que deveriam estar à sua  disposição simplesmente decidiram entrar em greve. Será que nossos congressistas, às vohas com escândalos inadmissíveis, poderiam dedicar um mínimo  o seu tempo para atender esta reivindicação tão primária da sociedade?

Empresário


Praça dom Feliciano, 122 - 3o. andar, Conjunto 31
Porto Alegre, Centro - CEP 90.020-160
Fone: 51 3227.3345 - Fone / Fax: 51 3286.6663

Pesquisa por associado ou cidade: